quarta-feira, 5 de maio de 2021

Grandes reservatórios recebem bom aporte hídrico

Santa Cruz do Apodi, segunda maior barragem recebeu bom aporte hídrico e acumula 207.609.700 m³, percentualmente, 34,62% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta quarta-feira (05), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN, continuam aumentando com as chuvas pelo interior do Estado. Atualmente, somam 2.035.687.106 m³, correspondentes a 46,51% da sua capacidade total. Na última sexta-feira, 30 de abril, o volume das reservas hídricas era de 1.979.033.003 m³, equivalentes a 45,22% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.336.237.997 m³, equivalentes a 56,31% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. Na última sexta-feira (30), o manancial estava com 1.313.212.384, correspondentes a 55,34% do seu volume total.

A segunda maior barragem do RN, Santa Cruz do Apodi, recebeu bom aporte hídrico e acumula 207.609.700 m³, percentualmente, 34,62% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³.  No último relatório divulgado, o reservatório acumulava 178.921.150 m³, equivalentes a 29,83% do seu volume total.

Já a barragem Umari, terceiro maior manancial do RN, acumula 199.897.985 m³, correspondentes a 68,27% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. No dia 30 de abril, o reservatório estava com 198.840.187 m³, equivalentes a 67,91% do seu volume total.

O açude que recebeu maior ganho percentual de volume foi o Santana, também conhecido como Gangorra, localizado em Rafael Fernandes, que acumula 6.603.333 m³, correspondentes a 94,33% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. Na última sexta-feira, o manancial estava com 5.810.000 m³, equivalentes a 83% da sua capacidade.

Outro reservatório que recebeu bom aporte hídrico foi o Malhada Vermelha, localizado em Severiano Melo, que acumula 2.082.880 m³, correspondentes a 27,63% da sua capacidade total, que é de 7.537.478 m³. No último relatório, o açude estava com 1.404.482 m³, equivalentes a 18,63% do seu volume total.

O açude Rodeador, localizado em Umarizal, acumula 13.635.597 m³, percentualmente, 63,71% da sua capacidade total, que é de 21.403.850 m³. No dia 30 de abril, o reservatório acumulava 12.855.304 m³, equivalentes a 60,06% do seu volume total.

O açude Morcego, localizado em Campo Grande, acumula 3.766.837 m³, correspondentes a 56,15% da sua capacidade total, que é de 6.708.331 m³. No final da semana passada, o reservatório estava com 3.511.898 m³, percentualmente, 52,35% da sua capacidade.

A barragem de Lucrécia acumula 7.308.848 m³, correspondentes a 29,53% da sua capacidade total, que é de 24.754.574 m³. Na última sexta-feira, o manancial estava com 6.557.561 m³, percentualmente, 26,49% da sua capacidade.

O reservatório Beldroega, localizado em Paraú, acumula 4.398.387 m³, equivalentes a 54,59% da sua capacidade total, que é de 8.057.520 m³. No relatório anterior ele acumulava 4.129.470 m³, correspondentes a 51,25% do seu volume total.

O açude Flechas, localizado em José da Penha, acumula 5.655.475 m³, equivalentes a 63,19% da sua capacidade total, que é de 8.949.675 m³. Na última sexta-feira, o manancial acumulava 5.499.775 m³, percentualmente, 61,45% do seu volume total.

O açude Alecrim, localizado em Santana do Matos, acumula 2.270.000 m³, correspondentes a 32,43% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. No dia 30 de abril, o manancial estava com 2.160.000 m³, equivalentes a 30,86% do seu volume total.

Os reservatórios monitorados pelo Igarn que já sangraram durante essa quadra chuvosa foram: o açude de Encanto, Riacho da Cruz II e Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes. Os três continuam vertendo suas águas.

Outros reservatórios que tiveram pequenos ganhos de volume, foram: Tourão, localizado em Patu, que passou de 20,35% para 21,62%; Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, que passou de 72,83% para 73,67%; Brejo, localizado em Olho D'Água do Borges, que passou de 19,66% para 20,49%; Jesus Maria José, localizado em Tenente Ananias, que passou de 20,60% para 21,54%; o açude de Marcelino Vieira, que passou de 73,60% para 74,55%; Pataxó, localizado em Ipanguaçu, que passou de 47,49% para 48,46%; o açude de Pilões, que passou de 40,83% para 41,19% e Bonito II, localizado em São Miguel, que passou de 16,66% para 17,03%.

Entre os reservatórios monitorados pelo Igarn, que estão com volume inferior a 10% da sua capacidade, o Itans, localizado em Caicó, recebeu pouco aporte de água, passando de 4,08% para 4,13%; já o açude Esguicho, localizado em Ouro Branco, manteve o mesmo volume da semana passada, apenas 0,97% e o Zangarelhas, localizado em Jardim do Seridó, perdeu um pouco de água, estava com 6,44% e agora está com 6,37% da sua capacidade total.

O açude Marechal Dutra, conhecido como Gargalheiras, manteve o mesmo volume apresentado no relatório da última sexta-feira, 30 de abril, acumula 8.712.325 m³, correspondentes a 19,61% da sua capacidade total, que é de 44.421.480 m³.

Já a Barragem de Pau dos Ferros acumula 11.926.538 m³, equivalentes a 21,75% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. No relatório anterior acumulava 11.971.370 m³, correspondentes a 21,83% do seu volume total.

Situação das Lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte da capital, acumula 11.019.525 m³, que correspondem a 100% da sua capacidade. Na semana anterior, o manancial estava com 10.983.122 m³, equivalentes a 99,67% do seu volume total.

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 42.163.471 m³, percentualmente, 50,03% do seu volume total, que é de 84.268.200 m³. No dia 30 de abril, o manancial estava com 42.063.950 m³, equivalentes a 49,92% da sua capacidade.

A lagoa do Boqueirão, que atende a usos diversos, acumula 10.050.651 m³, correspondentes a 90,75% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. Na última semana, o manancial acumulava 10.007.070 m³, percentualmente, 90,36% do seu volume total.

Nenhum comentário: