segunda-feira, 24 de maio de 2021

O inimigo é outro

Tão triste quanto perdermos a batalha contra a Covid, é vermos os apodienses espalhando o terror nas redes sociais, numa guerra declarada aos profissionais da saúde do nosso município, deixando os infectados apavorados, o que pode contribuir para o agravamento da doença. A cidade está adoecida. Parem de acusar os nossos profissionais de negligentes, inexperientes e despreparados. São médico(as)s, enfermeiro(a)s e técnico(a)s de enfermagem, fisioterapeutas, entre outros, que são referências em outros municípios nos quais atuam também nas alas covid.

O culpado disso tudo é o vírus, que não respeita nenhuma vida. Se querem mesmo encontrar o responsável por termos chegado a essa situação, não precisa ter um mínimo de inteligência para saber que se estivéssemos vacinados, isso não estaria acontecendo. Basta acompanhar a CPI da Covid que nos mostra diariamente os assassinos confessos, dando show de incompetência nos depoimentos sobre a falta de vacinas. Observem a postura da criatura que está no poder, que debocha sem piedade dos familiares das vítimas e de toda a sociedade.

Meu marido morreu nas mãos de um jovem médico apodiense, que lutou desesperadamente com uma equipe de profissionais por mais de duas horas para trazê-lo de volta à vida. Ficaram adoecidos, por não terem conseguido salvar a vida dele. E eu só tenho aplausos e reconhecimento ao trabalho desses bravos profissionais, que me abraçaram e choraram comigo no momento que eu não queria contaminar meus parentes porque estava com Covid.

Não foi falta de profissionalismo ou de equipamentos. A doença ataca todos os nossos órgãos e não existe um tratamento eficaz. O que existe é uma tentativa desesperada de conter cada avanço do vírus no nosso corpo. Em alguns pacientes funcionam, em outros, não. Falta de experiência? Com mais de um ano fazendo os mesmos procedimentos, não podemos dizer que são inexperientes, porém, não há garantia de cura.

Eles poderiam estar atuando em outras frentes, que não envolvem a Covid, mas preferiram enfrentar o vírus e o inimigo mais devastador que temos no nosso município, que são as paixões partidárias, que podem não matar, mas ferem profundamente, desestabilizando nossos valentes guerreiros que precisam de apoio para não desabarem junto com as famílias enlutadas. Os profissionais da saúde de Apodi estão exaustos dessa batalha inglória.

O momento é de solidariedade e de união. Não é criticando a instalação de UTIs que vamos curar os pacientes. Imagina se não tivesse o que vocês chamam de equipamentos mínimos? Quantos mais teriam morrido? Não existem vagas em outros hospitais. As pessoas que são entubadas estão morrendo nos hospitais públicos e particulares em qualquer lugar do mundo, mesmo nas mãos dos mais renomados profissionais.

Mais humanidade, união e respeito, por favor! É tudo que precisamos e podemos fazer no momento. Vamos direcionar nossa raiva para combater os verdadeiros culpados: o vírus e o seu propagador.

Por Iêda Silva.

Pessoas Inteligentes, agem diferente.

Nenhum comentário: