Variante delta é identificada no Rio Grande do Norte

Variante delta já está em circulação no RN. Agência Brasil

O Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) identificou a variante delta do novo coronavírus em duas amostras coletadas no dia 8 de agosto em Natal, no Rio Grande do Norte. O resultado final do sequenciamento foi finalizado na última segunda-feira, 23, quando foi possível confirmar a presença dessa variante no Estado.

 
De acordo com a diretora do IMT, Selma Jerônimo, a identificação de variantes é frequente, em virtude da fácil mutação do RNA do vírus, motivo pelo qual as pessoas devem manter os cuidados na prevenção e tomar a vacina contra a covid-19. “A diminuição da presença do vírus entre as pessoas é via de controlar o surgimento de novas variantes”, afirma.

A variante delta do novo coronavírus atualmente é a prevalente nos Estados Unidos e no Reino Unido. No Brasil, já foi encontrada em outros estados, entre eles Rio de Janeiro, Ceará e Pernambuco. A identificação da variante foi realizada por meio do sequenciamento das amostras coletadas, trabalho desenvolvido pelo IMT/UFRN com recursos de projeto de pesquisa e colaboração do laboratório Getúlio Sales Diagnósticos. Atualmente, a unidade sequenciou e está analisando 64 genomas do SARS-CoV-2 provenientes de amostras do Rio Grande do Norte.


A análise é feita por pesquisadores e pós-graduandos do IMT, que atuam desde o início da pandemia no combate à covid-19. A UFRN já realizou 160 mil testes PCR, sendo 148 mil pelo IMT e 12 mil pela Faculdade de Ciências da Saúde (Facisa), além de 13 mil testes sorológicos. O IMT também realiza um estudo de soroprevalência em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS), para avaliar a quantidade de pessoas com resposta de defesa ao vírus, entre vacinadas e as que tiveram infecção natural pela covid-19.


“No estudo inicial, observamos que 72% dos participantes da pesquisa têm anticorpos contra o SARS-CoV-2. Esses resultados mostram a necessidade de vigilância contínua para minimizar os riscos de contaminação, a partir da colaboração de todos os cidadãos na luta contra o vírus”, alerta Selma Jerônimo.


Mudança

Em matéria da última sexta-feira (20), a TRIBUNA DO NORTE trouxe declaração da coordenadora de vigilância em saúde da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN, Kelly Lima Maia, de que a variante delta não estava circulando no Rio Grande do Norte.

 
De acordo com ela, o RN tem feito o sequenciamento genômico de pessoas que, mesmo após as duas doses da vacina, têm dado entrada nos hospitais com Covid, e até agora, nenhuma amostra tinha acusado de forma positiva a variante Delta.


“Não temos comprovação de nenhum caso, então é prematuro falar em transmissão comunitária se não temos casos. O que estamos fazendo é fazer a vigilância genômica daquelas pessoas que, mesmo vacinadas, estão hospitalizadas. Estamos colhendo as amostras e fazendo essa vigilância para entender se é uma nova variante ou não”, comentou Kelly Maia na ocasião. Segundo ela, o Ministério da Saúde mandou dois kits, cada um deles com 190 sequenciamentos.

Confira nota da Sesap

“A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) esclarece que está acompanhando os dois casos que o Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) divulgou ter identificado como contaminação pela variante Delta do novo coronavírus.

 
A Sesap foi notificada pelo IMT de forma concomitante com a divulgação do fato à sociedade potiguar, tendo iniciado os procedimentos técnicos tão logo recebeu mais informações, porém ainda aguarda os laudos oficiais a respeito do material investigado pelo Instituto.


As duas amostras são de mulheres, moradoras da Região Metropolitana de Natal. O material foi coletado no dia 8 de agosto.

 
A situação reforça a necessidade da população manter os cuidados sanitários e buscar a vacinação contra a Covid-19, tanto para a primeira como para a segunda dose, vide que os estudos mostram a eficácia das vacinas disponíveis no enfrentamento da variante Delta.


Natal, 24 de agosto de 2021. 

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTESECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE PÚBLICA”

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios detectado

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.