II Ursap e secretarias municipais de saúde começam a Campanha de Multivacinação

A campanha tem como objetivos oportunizar o acesso às vacinas contempladas no Calendário Nacional de Vacinação

A II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap) em parceria com as secretarias municipais de saúde iniciaram sexta-feira (1) e vai até 29 de outubro, a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente.

A população-alvo são crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias) não vacinados ou com esquemas vacinais incompletos, de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação.

Seguindo a programação do Ministério da Saúde, dia 16 será o Dia D de Vacinação, com mobilização nacional.

A campanha tem como objetivos oportunizar o acesso às vacinas contempladas no Calendário Nacional de Vacinação; atualizar a situação vacinal e melhorar as coberturas vacinais; diminuir a incidência das doenças imunopreveníveis e contribuir para o controle, eliminação e/ou erradicação das doenças imunopreveníveis.

A comunicação social e a mobilização da população são fundamentais para que se obtenha uma maior adesão a essa estratégia.

“A imunização de crianças e adolescentes é a forma mais eficaz para o controle e a erradicação de doenças como sarampo, HPV, febre amarela, rubéola e poliomielite. Com a pandemia causada pelo novo Coronavírus, ficou mais claro a importância da vacinação para a população. Ela é a segurança para que doenças já erradicadas não se manifestem mais e permite a segurança da população. Fundamentalmente nesse momento de volta às aulas e de retomada das atividades cotidianas”, pontuou o técnico do Programa Regional de Imunização da II URSAP, Jorge Mota. 

“A atualização da situação vacinal aumenta a proteção contra as doenças imunopreveníveis, evitando a ocorrência de surtos e hospitalizações, sequelas, tratamentos de reabilitação e óbitos. A campanha de multivacinação  acontecerá em todo o país, com transparência e segurança. A vacinação é a intervenção mais custo efetiva de saúde pública que dispomos”, ressaltou a enfermeira do Programa Regional de Imunização da II URSAP, Kyvia Layane.

Abdias Duque de Abrantes
Assessor de Comunicação Social da II URSAP

Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios detectado

A publicidade é uma fonte importante de financiamento do nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.